O Senhor dos Anéis | Filmagens da série começam em agosto, diz jornal

A nova série da Amazon, O Senhor dos Anéis, começa a ser filmado em agosto, na Escócia, e deve ir até novembro de 2019, com três meses de gravações adicionais acontecendo em março de 2020. A informação é do jornal escocês Daily Record.

A série se passará na Segunda Era da Terra Média e um mapa divulgado (confira aqui) destaca a Ilha de Númenor, que foi destruído há milhares de anos e existe como uma cidade perdida na história da Terra Média.

O elenco e data de estreia não foram anunciados.

O projeto custou cerca de US$1 bilhão e terá cinco temporadas, com a possibilidade de uma série derivada em aberto.

Série de Senhor dos Anéis se passará na Segunda Era da Terra Média

Em uma publicação no Twitter, a Amazon Prime confirmou que a série de O Senhor dos Anéis se passará na Segunda Era da Terra Média. No mapa divulgado destaca a Ilha de Númenor, que foi destruído há milhares de anos e existe como uma cidade perdida na história da Terra Média.

“Um Anel para a todos governar, Um Anel para encontrá-los, Um Anel para a todos trazer, e na escuridão aprisioná-los, na Terra de Mordor onde as Sombras se deitam. Bem-vindos à Segunda Era.”

Embora negue sua participação na produção, Peter Jackson provavelmente vai se envolver com a obra de Tolkien mais uma vez. A Weta, empresa de efeitos visuais fundada pelo cineasta, está em processo de negociação para trabalhar no seriado. “Estamos esperando os roteiros para ver como vamos prosseguir, mas não fechamos nenhuma porta”.

É muito importante a participação da Weta para a Amazon, pois a ideia é que o roteiro e a direção de arte da série sejam parecidos com o que Jackson fez na sua trilogia de filmes em 2001.

“A Amazon deseja que a série tenha o mesmo tom, visual e design dos meus filmes, então gosto muito dessa ideia. Eles querem filmar na Nova Zelândia e estamos conversando, mas não há nada concretizado.”

A trama do seriado acontecerá antes do que foi visto no primeiro filme.“Ambientada na Terra-Média, a adaptação televisiva explorará novas tramas antecedendo A Sociedade do Anel, de J.R.R. Tolkien.”

O projeto custou cerca de US$1 bilhão e terá cinco temporadas, com a possibilidade de uma série derivada em aberto.